Wednesday, August 23, 2017

Batisado do Rod

Isto andava cá atravessado. Queria batisar o Rodrigo, mas nunca era a prioridade. Além disso, a experiência do batizado do Gui nao tinha corrido bem, com um padre a recusar fazer a cerimónia porque so tinha testemunhas (agora é obrigatorio ser crismado para ser padrinho). Olhando para tras, acho que não fui muito inteligente na altura, honestamente. O padre so queria mesmo dizer isso, sem grandes complicações e eu entendi isso como um "não é possivel". Enfim.

Decidi que deste verão não passava. Assim, em meados de Maio fui à minha paróquia e dei inicio ao processo. Com a abertura das pessoas desta nova paróquia, achei que sim senhor, desta vez ia ser um "walk in the park".

Marcámos a sessão em que os padrinhos têm de ir, marcámos a data para um de Julho (na realidade, penso que se tivesse pedido para ser na semana seguinte seria na mesma possível, de tão despachados que eram), e ja estava.

Primeiro problema, dia do "curso" de manha, a madrinha liga-me a dizer que era completamente impossivel ir. Lá falei para a igreja, que me sossegaram dizendo que antes da data do batizado ainda havia outra sessão. Ficou fechado: a 23 de Junho a Diana ia ao curso e eu ia assistir outra vez a sessão. Com  o aproximar da data, chegou a novidade que tinha de estar em madrid nesse dia. Lá me desenrrasquei, conseguindo voltar no mesmo dia: aterrei as 19, e tinha de estar na igreja as 21.30, com o que isso implicava em termos de birras dos meninos, uma vez que tinha estado dois dias fora... verem me chegar e sair de seguida não era o que tinham pensado.

Topico material: e comprar vela e toalha? bom la alinhavei com a madrinha para irmos um sabado a uma loja onde ja tinha comprado as coisas do Gui. Primeira tentativa, era o feriado de 10 de junho. Passa para próximo sabado. Chegámos à loja, tinha fechado (o gui tinha-se batizado em 2010, podia ter acontecido), metemo-nos no carro e batemos a não sei quantas capelinhas entre a baixa e a Praça do Chile: umas fechadas, outras de ferias, outras nao tinham. Finalmente descobrimos que havia uma loja igual à que eu queria na mesma rua da original 😝😝😝😋 só que com tantas voltas que demos, quando la chegámos estava fechada. Ficou apalavrado que ela ia la durante a semana, e escolhia as coisas: simples e baratas. A meio da semana la vieram as fotos, escolhemos e ela foi buscar. Tópico fechado. Faltava uma semana e meia para o evento!

Próxima surpresa a caminho: a madrinha tem um ataque de pânico e vai para o hospital onde esta internada durante 3 dias, sem perceberm bem o que se passava...e o tempo a passar!

Entretanto, havia que escolher o bolo. O que queria era tudo caríssimo, mas depois de umas pesquisas na net e umas trocas de mails, a Alves& Alves foi a escolha acertada. Isto 4 dias antes da festa!!

Na mesma semana, outra noticia bombástica: o padrinho estava com um problema no coração, e tinha de ir fazer um cateterismo. Na terca feira antes do batisado. Supostamente, era ambulatorio e portanto estaria fino para o grande dia. WRONG! No dia da intervenção, a coisa complicou-se, já nao teve alta e seria operado ao coração na sexta feira, dia anterior ao batisado.

Vá de contactar a igreja e perceber como não desmarcar o batizado, ainda assim tendo o paciente como padrinho: é so arranjar uma figura masculina que o substitua e enviar um mail explicando quem é e onde foi batizado/crismado.

Ideia 1: vamos escolher o meu outro irmão. Porta aviuões ao fundo: recebi um grande não (problemas familiares muito complexos 😊😊😊 )! O que vale é que tenho à minha volta pessoas bastante generosas e altruístas, e um primo ja me tinha dito que estava disponivel para ser o substituto.

Tudo somado, chegámos ao dia D comigo numa pilha de nervos maior que o kilimajaro!

Mas o dia correu bem. Não esteve demasiado calor, a cerimonia foi bonita, as fotos foram (MUITO) informais - Obrigada Pedro que foste convocado à força - , a comida estava espetacular (pelo menos eu achei da minha e foi o que me disseram os convidados) e ainda antes da hora combinada para sair do restaurante, já estávamos todos prontos para marchar dali para fora. Entenda-se que para minha casa, onde tinha as coisas alinhavadas para o caso de haver convidados para passar por lá.. foi mais de metade do grupo 😊😊😊

E por ali tivemos o resto da tarde, a dizer disparates e a cirandar. Nesse dia deitei-me antes da 23h, mas parecia-me mais que eram uma tres da manha tal era o cansaço.

 
 
 
 
 


No comments:

Post a Comment